Sociedade

Sindicalistas defendem transição de categoria dos quadros licenciados da saúde

dd

QUADROS DA SAÚDE NO HUAMBO (ARQ.)

Foto: DW

QUADROS DA SAÚDE NO HUAMBO (ARQ.)

Foto: DW

Os membros do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Administração Pública e Serviços, na província do Huambo, defenderam hoje, quarta-feira, a transição e actualização das categorias de todos os quadros do sector da Saúde que tenham concluído cursos de licenciatura

Tal facto foi assumido, em comunicado, no final de uma reunião que juntou mais de 150 trabalhadores dos 11 municípios desta região, não abrangidos pelo processo de transição automática realizado este mês, que privilegiou somente licenciados em cursos ligados ao sector.

Esta medida, lê-se no comunicado, deve ser resolvida com maior brevidade, tendo em conta a necessidade de valorização dos quadros e evitar desmotivação e um ambiente de crispação.

Em declarações à ANGOP, o director executivo do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Administração Pública e Serviços, Félix Úlica, queixou-se da pouca vontade do Ministério da Saúde em resolver tal situação.

Entretanto, informou que o sindicato continua a dialogar, para que seja evitada uma greve, dando a conhecer que nesta província existem mais de 100 quadros do sector da Saúde que ficaram de fora da transição de categorias por serem formados em outras áreas.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo