Sociedade

Perigo na chávena. Saiba qual o risco de beber café para grávidas e bebés

dd

Por cada 100 miligramas adicionais de cafeína por dia – cerca de metade de uma chávena de café – durante o primeiro trimestre, o peso do bebé aquando do nascimento pode diminuir em cerca de 700 gramas

Segundo um novo estudo realizado por investigadores da Universidade College Dublin, na Irlanda, as mulheres grávidas que bebem mais de duas chávenas de café por dia ou de chá (preto ou verde) apresentam um maior risco de terem bebés de baixo peso ou prematuros.

Segundo os investigadores o motivo para tal, ocorre porque a cafeína restringe a circulação de sangue direcionado para a placenta, atrasando dessa forma o crescimento do bebé.

No estudo, o médico Ling-Wei Chen examinou 941 mães e bebés, para as quais o consumo de chá era a principal fonte de cafeína (48%), seguido pelo café (38%).

Os resultados apurados sugerem que por cada 100 miligramas adicionais de cafeína diária – cerca de metade de uma chávena de café – durante o primeiro trimestre, o bebé tende a pesar menos 700 gramas aquando do nascimento.

Essa quantidade de cafeína é ainda responsável por diminuir o comprimento do bebé e a circunferência do crânio, assim como a sua idade gestacional, que mede a duração da gravidez.

Chen disse: “As mulheres grávidas ou que desejem engravidar devem limitar o consumo de cafeína, de modo a não afetar o desenvolvimento do feto”.

Anteriormente a Organização Mundial de Saúde (OMS) havia recomendado que as mulheres consumissem menos de 300 miligramas de cafeína por dia durante a gestação.

Todavia, esta nova pesquisa sugere que até esse valor é demasiado elevado.

Fonte Lifestyle /BA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo