Sociedade

Ministra sugere mais estudos sobre Matemática

dd

A ministra da Educação, Ana Paula Elias, desafiou, nesta quarta-feira, em Luanda, os professores e investigadores angolanos a trabalharem na elaboração e publicação de obras científicas avançadas, no domínio das ciências matemáticas.

Ao intervir no acto de encerramento do 3º Espaço Pan-Africano de Educação Matemática (PAMES 2019), a governante sugeriu que o reforço da investigação e da publicação de obras seja extensiva à área das tecnologias, visando a resolução dos problemas sociais e ambientais.

Segundo a ministra, os dados apresentados da disciplina de Matemática revelam resultados de aprendizagem preocupantes em Angola, sem, contudo, avançar números concretos.

Considerou necessária uma resposta articulada e urgente dos professores e investigadores da ciência matemática, para melhorar a eficiência dos estudantes nessa disciplina, quer no país, quer em África.

A Matemática é, a par da Língua Portuguesa, a disciplina com as mais altas taxas de reprovação no ensino nacional, quer na rede pública, quer na rede privada.

Para contrapor essa realidade, o Governo prevê introduzir inovações no ensino dessa disciplina em Angola, através da metodologia do Instituto Geogebra, método que prevê a replicação das acções de formação aos professores dessa disciplina, a nível das 18 províncias do país.

O Geogebra é um software de Matemática dinâmica que junta Geometria, Álgebra, Cálculo, Matemática Descritiva, programação, probabilidade e estatística, desenvolvido para aprender e ensinar Matemática nas escolas de ensino de base até ao nível superior.

A ministra afirmou que as autoridades reconhecem a necessidade de investir mais na formação dos professores, tendo anunciado que estão em marcha, entre outros, o Plano Nacional de Formação e Gestão do Pessoal Docente (PNFGPD), para a formação de professores da educação Pré-escolar, do ensino primário, do ensino secundário do I e II ciclos - geral, técnico-profissional e pedagógico.

Disse ser preciso continuar os esforços para a formação de professores competentes e de qualidade, sublinhando que o governo reconhece a importância dos seus parceiros nacionais e das organizações internacionais na busca da concretização das Políticas Públicas para o desenvolvimento da Educação.

A respeito do encontro, a ministra disse que os pontos debatidos continuarão a ser alvo de reflexão ao nível das instituições de ensino de África.

Segundo a governante, os temas debatidos reafirmam os desafios da ciência matemática e elevam a responsabilidade dos professores e das instituições angolanas e africanas no processo de desenvolvimento e do raciocínio lógico dos estudantes de matemática.

A formação que teve a duração de quatro dias contou com a participação de professores de matemática a nível nacional.

Fonte: ANGOP/BA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo