Sociedade

Igualdade do género contribui para desenvolvimento social

dd

A promoção da igualdade de género contribui de forma decisiva para o desenvolvimento económico e social equitativo, garantindo o aproveitamento de todo o capital humano, afirmou hoje, terça-feira, o director do PNUD em Angola, Henrik Fredborg Larsen.

O responsável fez esta afirmação quando discursa na sessão de abertura do workshop sobre "Liderança para o avanço da igualdade de género e dos direitos das mulheres", que decorre em Luanda de 17 a 19 do mês em curso.

Referiu que ainda existem situações de desigualdade e de assimetrias entre homens e mulheres a vários níveis. Essas desigualdades constituem barreiras, por exemplo, para a ascensão de mulheres a cargos de liderança.

Henrik Larsen frisou que para combater esses desafios, pode-se mudar e adaptar os cenários organizacionais e a forma como se trabalha.

Para o responsável, uma das componentes dessa mudança é o nivelamento de género nas estruturas de poder, o desmantelamento de estereótipos e de práticas discriminatórias, e continuar com a promoção da igualdade de género nos sistemas e nas formas de trabalho das organizações dentro das comunidades e nos lares.

Disse que o workshop tem como objectivo fortalecer as capacidades e o conhecimento de gestores e líderes organizacionais, para promover a igualdade de género e o empoderamento das mulheres.

O workshop irá explorar e analisar as dimensões contextuais e organizacionais do trabalho sobre igualdade de género e diferentes formas de liderança, promovendo uma abordagem transformativa que prioriza a igualdade de género.

Pretendo-se de igual modo, reconhecer a paridade e a diversidade como forças e valores orientadores para a promoção da igualdade de género e de oportunidades em geral.

Distinguir diferentes formas de liderança para garantir a igualdade de género, enquanto motor de transformação individual organizacional, bem como aumentar a auto-consciência sobre competências de liderança e estabelecer compromissos individuais para a implementação de acções significativas para a igualdade de género no seu contexto envolvente, são outros dos  objectivos da acção formativa.

O evento, que junta representantes de organizações da sociedade civil, beneficiários do projecto  "promoção do empoderamento da mulher angolana através das organizações da sociedade civil", aborda  “a  diversidade torna-nos fortes?”,  “que líder sou?” e “como melhorar enquanto líder para a promoção da igualdade do género?”.

 

Fonte ANGop/BA

 

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo