Sociedade

Detidos cidadãos por falsificação de cédulas de nascimento na Caála

dd

MUNICÍPIO DA CACALA, PROVÍNCIA DO HUAMBO

Foto: Pedro Parente (Angop)

MUNICÍPIO DA CACALA, PROVÍNCIA DO HUAMBO

Foto: Pedro Parente (Angop)

Dois funcionários da Conservatória do Registo Civil, no município da Caála (Huambo), foram detidos esta semana, pelo Comando local da Polícia Nacional, depois de acusados pela prática de falsificação de 13 cédulas de nascimento, com uma cobrança de dois mil e 500 kwanzas por cada impressão do documento.

Segundo a ANGOP soube que cita uma fonte institucional, a detenção dos dois cidadãos, de 36 e 37 anos de idade, respectivamente, resultou de uma denúncia da população local que, ao notar o facto, participou o crime à Polícia Nacional.

A fonte policial informou que os supostos infractores efectuavam inscrições de cidadãos sem a devida colocação dos dados pessoais no livro de registo da conservatória, além da cobrança de dois mil e 500 kwanzas, que, por sua vez, não iam para a Conta Única do Tesouro.

Nesta altura, os dois funcionários da Conservatória do Registo Civil na Caála encontra-se em prisão preventiva, enquanto aguardam pelo julgamento.

A fonte policial encorajou, por esta razão, os cidadãos no sentido continuarem a denunciar práticas do género, visando o combate cerrado a corrupção e crimes conexos, visando a reposição da autoridade do Estado.

O município da Caála, com três mil e 680 metros quadros de extensão territorial, possui 331 mil e 224 habitantes, distribuídos em quatro comunas (Calenga, Catata, Cuima e Sede).

Fonte: Angop/AF




PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo