Sociedade

Angola regista mais 04 casos de Covid-19 sem vínculo epidemiológico

dd

As autoridades sanitárias detectaram mais nove casos positivos da Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando 276 o número de infectados no país, informou ontem, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Dos nove casos positivos de Covid-19,  cinco de transmissão local e os restantes sem vínculo epidemiológico, declarou Franco Mufinda no habitual encontro com jornalistas sobre a evolução da pandemia no país, que ontem voltou a ser realizado no Centro de Imprensa “Aníbal de Melo”.

O secretario de Estado informou que os cinco casos de contaminação local são assintomáticos e resultaram de convívios entre amigos e familiares. Os mesmos estão relacionados com o caso 186, enquanto os quatro casos sem vínculo epidemiológico foram detectados durante o rastreio de doenças respiratórias, nos centros Sentinela, que são as Clínicas “Girassol” e “Sagrada Esperança”.

Seis dos nove casos ontem divulgados são do sexo feminino, e três do masculino com idades compreendidas entre os 15 e 65 anos. O secretário de Estado para a Saúde Pública reafirmou que as autoridades sanitárias continuam empenhadas na investigação das cadeias de transmissão, através de ensaios comunitários serológicos de conglomerados e grupos de risco, incluindo rastreio de casos de doenças respiratórias agudas nos centros Sentinela.

Franco Mufinda referiu que até à data estão contabilizados 37 casos sem vínculo epidemiológico, salientando que está em curso a construção de “árvores epidemiológicas”, com o objectivo de desvendar as cadeias de transmissão da doença e estabelecer a lincagem entre os casos.

“A situação actual da Covid-19 no país inspira prudência, de forma individual e colectiva”, afirmou o secretário de Estado, que aconselhou o uso permanente de máscaras, lavagem das mãos com frequência, observação do distanciamento físico e não violação das cercas sanitárias.

Números actuais

Com a divulgação de mais nove infectados pela Covid-19 nas últimas 24 horas, o país passa a somar um total de 276 casos positivos, dos quais 11 óbitos, 93 recuperados e 172 activos. A transmissão local passa a ter 204 casos, enquanto o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou 70 chamadas, sendo sete denúncias de violação da Situação de Calamidade Pública e 63 pedidos de informação.

O Laboratório do Instituto Nacional de Investigação em Saúde recebeu até à data um acumulado de 25.104 amostras, das quais 276 positivas, 18.919 negativas e as restantes estão em processamento. Segundo Franco Mufinda, nas últimas 24 horas foram processadas 311 amostras, das quais nove positivas. Em quarentena institucional estão 1.092 pessoas e foram dadas alta a 49 cidadãos, sendo 34 em Luanda, 12 na Huíla, duas no Cuando Cubango e uma na Lunda-Norte.

Franco Mu-finda anunciou a chegada, ontem, de mais um voo com material de biossegurança e equipamentos hospitalares. As províncias do Bengo e do Bié reportaram actividades de sensibilização das comunidades sobre as medidas de prevenção, enquanto a província da Lunda-Norte fez chegar ao Instituto Nacional de Investigação em Saúde 59 amostras de casos suspeitos dos municípios de Chitato, Cambulo e Lucapa.

A Lunda-Sul procedeu à desinfecção de oito localidades no município de Dala, enquanto as autoridades da província do Uíge desinfectaram duas igrejas nas localidades de Kandombe Velho, no município do Uíge.

TPA com JA/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo