Política

PGR pede rigor na implementação do PIIM

dd

INSIGNIA DA PGR

Foto: Joaquina Bento (Angop)

INSIGNIA DA PGR

Foto: Joaquina Bento (Angop)

O sub-procurador-geral da República, Lucas Ramos, alertou hoje (sexta-feira) que para a implementação exitosa do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) é necessário maior rigor por parte dos gestores públicos.

Lucas Ramos, que dirigiu o seminário sobre a Probidade Pública e a Prevenção à Corrupção, no município de Luanda, lembrou que para a Angola que se pretende edificar, os gestores da coisa pública devem ter maior rigor nas acções para a promoção do bem-estar e melhoria da qualidade de vida dos angolanos.

Segundo o responsável, as formações que decorrem em todo o país servem para despertar o cidadão comum sobre a necessidade de participar activamente na governação de proximidade que se pretende.

Para garantir o bem-estar da população, o Executivo necessita de realizar acções, o que implica a execução de despesas e investimentos.

A presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL), Maria Nelumba, recordou que pelo não cumprimento das boas práticas estabelecidas por Lei, o agente público incorre em actos de improbidade pública que conduzem ao enriquecimento ilícito.

O seminário, que contou com a participação dos administradores distritais e adjuntos, chefes de repartições e outros gestores públicos, serviu para abordar temas como “As medidas Coercivas de Combate à Corrupção”, “Probidade Pública-Consequências Legais dos Actos de Improbidade” e “Criminalidade Económica-Financeira”, entre outros.

A Procuradoria Geral da República realiza em todo território nacional acções de formação que visam contribuir para a elevação do conhecimento jurídico dos gestores para promover a transparência na gestão da coisa pública.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo