Política

14 de Março de 2013

MPLA quer resgatar valores morais e cívicos dos angolanos

MPLA quer resgatar valores morais e cívicos dos angolanos

A sociedade angolana está cada vez mais engajada no resgate de valores cívicos e morais. As leis penais devem ser aplicadas para conter actos negativos aos valores que o estado visa proteger mas, outras esferas são chamadas a contribuir na moralização do indivíduo. O Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do MPLA realizou ontem (quarta-feira) o primeiro de sete workshops sobre o cidadão, a família e a igreja.

Na abertura, o vice-presidente do MPLA, Roberto de Almeida, disse que a sociedade angolana tem sido, nos últimos anos, palco de determinados conflitos sociais como a delinquência infantil e juvenil, violência doméstica e crianças acusadas de feitiçaria.

Referiu que, tais conflitos pressupõem um declínio do verdadeiro papel da família e da igreja, enquanto instituições sociais de transmissão e manutenção de valores cívicos morais e culturais, tendo recomendado aos participantes a encontrarem soluções susceptíveis de inverter o quadro.

Para Roberto de Almeida, os subtemas inscritos para o debate, tais como “A importância jurídica da Lei contra a violência doméstica no resgate dos valores cívicos e morais”, “A repercussão da violência doméstica na sociedade angolana” e “O papel da igreja na moralização do cidadão e da família”, vão de encontro às preocupações do Executivo e do partido.

“O MPLA sempre defendeu a partilha de ideias e a concertação social com líderes das instituições religiosas e responsáveis das associações cívicas, para em conjunto encontrarem-se soluções, propostas e recomendações que vão dar sustentabilidade às políticas sociais preconizadas pelo Estado”, disse.

« voltar