Política

Ministros da SADC analisam estratégia de industrialização

dd

Angola presente no Conselho de Ministros da SADC

Foto: João Gomes/Edições Novembro

Angola presente no Conselho de Ministros da SADC

Foto: João Gomes/Edições Novembro

O Conselho de Ministros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) analisou, nesta terça-feira, em Dar es Salaam (Tanzânia), a implementação de políticas e a estratégia para a industrialização, combate à fome, bem como a solução para questões financeiras.

Durante a reunião, que serviu também de preparação para a 39ª Cimeira dos Chefes de Estado da SADC, o órgão ministerial analisou ainda a situação na RDC, Zimbabwe e o desemprego da juventude.

A estratégia de industrialização da SADC, adoptada em Abril de 2015, visa alcançar uma economia mais avançada e a transformação tecnológica a nível nacional e regional que permita acelerar o crescimento através do desenvolvimento industrial.

O ministro da Economia e Planeamento, Manuel Neto da Costa, chefiou a delegação angolana ao encontro do Conselho de Ministros da SADC, integrada pela secretária de Estado para o Orçamento e Investimento Público, Aia Eza Nacília Gomes da Silva, e o secretário de Estado da Indústria, Ivan do Prado.

A 39ª Cimeira Ordinária dos Chefes de Estado e de Governo da SADC, que acontece de 17 a 18 do corrente, deverá ratificar e aprovar os documentos, resoluções e propostas analisadas e discutidas durante os encontros de peritos e no Conselho de Ministros.

A organização é composta por Angola, África do Sul, Botswana, República Democrática do Congo (RDC), eSwatini (antiga Swazilândia), Lesotho, Madagáscar, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Tanzânia, Zâmbia, Zimbabwe e Comores, pais localizado na África do leste, admitido no órgão em Agosto de 2018, durante a 38 ª Cimeira da SADC realizada na Namíbia, tornando-se assim o 16º (décimo sexto) Estado Membro.

Criada a 17 de Agosto de 1992, em Windhoek, a SADC é uma organização inter-governamental dedicada à cooperação e integração sócio-económica, bem como à cooperação em matérias de política, defesa e segurança, dos países da região Austral.

Tem como objectivo promover o crescimento e o desenvolvimento económico sustentável, combater a pobreza, aumentar a qualidade de vida dos povos da região, bem como prover auxílio aos mais desfavorecidos.

A Tanzânia vai assumir a presidência rotativa do organismo regional por um período de um ano, pelo que o Presidente, John Magufuli, que ocupa presentemente a vice-presidência da SADC, ascenderá a liderança, em substituição do seu homólogo da Namíbia, Hage Geingob.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo