Política

Ministro garante apoio na formação de quadros

dd

O ministro das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, prometeu, ontem, em Luanda, prestar apoios às rádios Luanda Antena Comercial (LAC) e Kairós, em matéria de formação de recursos humanos, no âmbito de um programa criado pelo departamento ministerial que dirige.

Manuel Homem teceu estas declarações, ontem, no final das visitas que efectuou às instalações da LAC e da Rádio Kairós, afecta à Igreja Metodista Unida de Angola, onde se inteirou da forma como funcionam e as respectivas dificuldades.De acordo com o ministro das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social, a formação de recursos humanos deve continuar a ser a matriz essencial para que se possa ter um sector de comunicação social que consiga corresponder às expectativas da sociedade.

Além da questão da formação de quadros das duas emissoras de rádio privadas, Manuel Homem constatou que quer a LAC quer a Rádio Karóis “têm alguns constrangimentos relacionados com as infra-estruturas tecnológicas de emissão”. Instado a referir-se em particular à situação da Rádio Kairós, Manuel Homem disse que esta emissora, que cobre apenas 40 por cento do espaço territorial da província de Lunada, vai merecer da parte do departamento ministerial que dirige apoio na melhoria da qualidade da extensão da sua emissão.

Depois de manifestar satisfação pelo pluralismo de informação, que tem contribuído para a liberdade de imprensa, o que tem elevado os indicadores internacionais do nosso país, o ministro incentivou aqueles órgãos privados de comunicação social a continuarem com a “missão de informar com verdade e qualidade, para a sociedade e em particular a província de Luanda, de onde emitem”.

O governante aproveitou a ocasião para pedir aos órgãos que continuem a sensibilizar as populações no sentido de “não baixarem a guarda, apelando ao cumprimento das normas que estão ser impostas para travar a cadeia de propagação da Covid-19 no país”. “Estamos satisfeitos com o papel do sector da Comunicação Social no seu todo, que tem vindo a comunicar mais, para que as populações tenham um maior conhecimento sobre a pandemia da Covid-19 que assola o mundo inteiro e em particular o nosso país”, referiu.

Manuel Homem fez-se acompanhar de uma delegação que integrava os secretários de Estado das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário de Oliveira, e da Comunicação Social, Nuno Caldas Albino “Carnaval”. O director de produção da Rádio Luanda Antena Comercial (LAC), Mateus Gonçalves, disse que a maior preocupação da emissora prende-se com as instalações, constituídas por contentores, instaladas desde 1992, e os despedimentos de quadros, devido à falta de dinheiro, resultante da baixa nas receitas da publicidade.

O pastor Moisés Bernardo Jungo disse que a extensão do sinal da rádio, nesta fase da pandemia da Covid-19, seria um ganho para as comunidades, numa altura que as igrejas estão fechadas por força do Estado de Calamidade Pública.

Fonte: JA/BA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo