Nacional

Saúde aumenta salários a partir deste mês

dd

O salário dos médicos, enfermeiros e de todos os profissionais do ramo da Saúde no país vão, a partir deste mês, beneficiar de um aumento com a implementação da nova carreira de transição, disse ontem, em Luanda, o director nacional dos Recursos Humanos do Ministério da Saúde.

Óscar Isalino, que falava ao Jornal de Angola sobre o acordo alcançado, quinta-feira, entre o Sindicato Nacional dos Enfermeiros de Angola (SINDEA) e o Ministério da Saúde, tranquilizou a classe, garantindo que tudo está a ser feito para que neste mês de Janeiro o salário tenha um acréscimo significativo. 
O director nacional dos Recursos Humanos do Ministério da Saúde garantiu que nenhum técnico ficará de fora do processo e ninguém terá baixa de salário, contrariando deste modo uma informação avançada pelo sindicato que desacreditava a boa vontade do Executivo na matéria,  sustentando que “o processo vai trazer melhorias”.
Em relação ao encontro de quinta-feira, entre o Sindicato Nacional dos Enfermeiros de Angola e o Ministério da Saúde, Óscar Isalino frisou que as duas partes chegaram a um acordo total que consiste em materializar os 13 pontos reivindicados pelos sindicalistas remetidos, no ano passado, ao Ministério da Saúde.
Entre os vários pontos acordados pelas partes, frisou, constam a suspensão da greve em todo o território nacional, aumento salarial, melhoria das condições de trabalho do enfermeiro, melhor controlo das unidades sanitárias e a realização de concursos públicos internos de forma regular.
O Serviço Nacional de Saúde controla em todo o território nacional 27 mil enfermeiros e, de acordo com estudos feitos para melhor cobertura sanitária, precisaria, até 2022, de pelo menos mais 50 mil técnicos de várias áreas.

Fonte: JA/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo