Nacional

Política do livro poderá revolucionar processo de ensino

dd

A implementação da política do livro poderá revolucionar os aspectos fundamentais relacionados com a melhoria da qualidade do processo de ensino e aprendizagem afirmou hoje, sexta-feira, em Luanda, ministra da Educação (MED), Maria Cândida Teixeira.

Maria Cândida Teixeira fez estas afirmações ao discursar durante o encontro de auscultação pública sobre a proposta da política do livro escolar, que dentre outros objectivos visa regular a elaboração, edição, avaliação e certificação, escolha, produção, distribuição, vigilância, utilização e preservação do livro escolar.

A governante espera que através de um espírito de dialogo e cooperação se possa enriquecer o conteúdo da política do livro escolar, permitindo que a sua vigência seja para o aumento dos níveis de literacia dos educandos e consequentemente na valorização do capital humano nacional de formas a caminhar confiantes rumo a promoção de Angola aos patamares elevados da sociedade do conhecimento.

A responsável afirmou que a preocupação dos Estados comprometidos com a promoção do bem-estar das populações, tem sido a de definir políticas públicas capazes de contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

Para este propósito, a educação é um factor social indispensável, pois permite a promoção de competências, habilidades, atitudes, valores e princípios éticos, adequados às expectativas relativas à solução dos diferentes problemas sociais.

No seu entender nenhum programa de desenvolvimento é promissor do ponto de vista de resultados, se o país não dispuser de técnicos qualificados para a sua implementação, bem como se a população não possuir níveis de literacia desejáveis para garantir a sua participação nos referidos programas, como agentes activos e críticos, tendo em conta as suas reais expectativas.

Prosseguindo, que só será possível se existir qualidade no processo de ensino e aprendizagem.

Na prossecução desta qualidade, os livros escolares desempenham um papel preponderante, pois contêm conteúdos científicos relevantes, previamente seleccionados em conformidade com a sua política curricular.

São os recursos didácticos que propiciam as condições de aprendizagem dos alunos e facilitam as condições de aprendizagem dos alunos e facilitam o trabalho docente.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo