Nacional

Dirigentes desportivos em Angola anunciam saída das instituições

dd

Em véspera do encerramento do ciclo olímpico 2016-2020, em Agosto, Pedro Godinho, Auxílio Jacob, Noé Alexandre e Leonel da Rocha Pinto anunciaram saída das instituições desportivas, designadamente federação de andebol (Faand), ginástica (FAG), futebol de salão (Fafusa) e do Comité Paralímpico Angolano (CPA).

Por razões pessoais, em Dezembro de 2018, Pedro Godinho foi o primeiro a declarar que não concorreria a própria sucessão após a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio'2020. 
Na época, depois do africano do Congo, em declarações ao Jornal de Angola, Godinho reafirmou:"dez anos depois, a decisão é irreversível. Além da figura do presidente, existe um homem chefe de família e um ser humano movido por emoções".
Na altura, o número um da Faand, defendeu, ter dado o melhor de si até a exaustão. Porém, é chegado o momento de cessar o contributo ao Estado e à Nação. "Quero partir para outros projectos pessoais e desportivos. Estou a redefinir prioridades. Nos últimos dez anos o andebol teve a minha primazia", explicou.
Em Março do ano passado, Jacob afirmou que não será candidato para o quadriénio 2020-2024. Na visão do presidente, a missão à frente dos destinos da FAG foi cumprida. Na mesma senda, Noé Alexandre revelou na semana passada saída da Fafusa. 
Apesar de ter garantido a qualificação inédita para o Mundial da Lituânia, o dirigente disse: "não tem sido fácil suportar essa carga. tenho sido aconselhado a continuar, mas está complicado. Não vou recandidatar-me".
À frente do CPA desde 1996, Leonel da Rocha Pinto é outro dirigente que anunciou retirada. Após seis mandatos consecutivos, revelou, ser chegado o momento de outras pessoas dirigirem a instituição que vela pelo desporto adaptado.
O instrutivo do Ministério da Juventude e Desportos orienta os clubes, associações e federações a renovarem os mandatos até Julho, com excepção para as federações cujos atletas estão apurados para Tóquio, cujo prazo estende-se até Agosto.

FONTE:JA/AG

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo