Nacional

Covid-19: Luanda libera 178 cidadãos da quarentena

dd

Cento e 78 cidadãos terminaram, este domingo, o período de quarentena institucional nos centros do Calumbo 1 e 2, bem como no hotel Victória Garden, em Luanda, deixando liberados esses locais.

Ainda assim, a capital do país conta com outros casos suspeitos de do novo Coronavírus (Covid-19) que estão em quarentena institucional, no hotel Infotur (Viana), segundo Franco Mufinda.

O secretário de Estado para Saúde Pública, que falava na habitual conferência de imprensa de actualização de dados sobre a pandemia no Mundo, referiu que o resultado das amostras serão anunciados em breve.

“Angola regista mil e 786 pessoas a cumprirem a quarentena institucional (852 cidadãos) e domiciliar (934), apesar da denúncia, nas últimas 24h, de sete violações de quarentena domiciliar”, reportou.

Nesse periodo, avançou, o terminal 111 recebeu também sete alertas de Covid-19, das quais seis descartadas e uma validada, que está a ser acompanhada pelas autoridades sanitárias.

Neste domingo, o país elevou o número de infectados pelo novo Coronavírus, de 10 para 14 cidadãos, dos quais dez activos, dois recuperados e dois mortos, todos provenientes do exterior do país.

Dos quatro novos casos, originários de Portugal, no dia 20 de Março último, constam uma criança (1 ano de idade/sexo feminino), uma idosa (62 anos) e outros dois infectados de 37 e 38 anos, respesctivamente.

Talatona, Belas e Viana, todos municípios de Luanda, são os locais de residências dos novos cidadãos testados positivos, e que estão internados na Clínica Girassol e Centro da Barra do Kwanza, na capital do país.

Angop/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo