Nacional

Conclusão e reabilitação das obras entre as prioridades da CACL

dd

MARIA ANTÓNIA NELUMBA, PRESIDENTE DA COMISSÃO ADMINISTRATIVA DE LUANDA

Foto: Gaspar dos Santos/Angop (Arq.)

MARIA ANTÓNIA NELUMBA, PRESIDENTE DA COMISSÃO ADMINISTRATIVA DE LUANDA

Foto: Gaspar dos Santos/Angop (Arq.)

A conclusão de escolas, hospitais e reabilitação das vias secundárias e terciárias, são entre outras, as prioridades da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL), durante o ano económico 2019, afirmou nesta quarta-feira, a sua responsável, Maria Antónia Nelumba.

De acordo com a presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, por motivos da recessão económica, várias infra-estruturas ficaram inacabadas, tais como hospitais, escolas, canalização de água e fornecimento de energia eléctrica, que deverão ser concluídas em 2019, se o orçamento for aprovado tal como proposto.

Estas informações foram prestadas à imprensa, no final do Conselho de Auscultação e Concertação Social do município de Luanda, que objectivou analisar o Orçamento Geral do Estado (OGE), para o ano económico de 2019.

O Município de Luanda propõe como OGE, para o ano económico 2019, um total de Akz, 31.049.133.745,90 um incremento de mais 12 por cento, em relação a 2018 em que o cálculo foi de 27.473.763.277,00 Akz.

A responsável fez saber que o OGE proposto vai à apreciação superior, ao Governo Provincial de Luanda, e este por sua vez propô-lo à Assembleia Nacional, para a sua revisão e aprovação, no máximo até ao dia 31 de Outubro.

O incremento na ordem dos 12 por cento, segundo a vice-presidente da CACL, Amélia Rita, justifica-se pela necessidade da actualização de alguns valores, com vista a se dar sequência a algumas obras infra-estruturais, que foram interrompidas por causa das dificuldades financeiras que o país está a atravessar.

Para o administrador do distrito urbano do Ngola Kiluanje, Orlando Paca, espera-se que em 2018 sejam concluídas obras do Hospital São Pedro da Barra, a construção do edifício da administração, melhoria das vias secundárias e terciárias, e o fornecimento de energia eléctrica e água potável, na sua área de jurisdição.

Já a administradora da Samba, Mariana Francisco augura que no próximo ano económico possa ver resolvidos problemas de iluminação pública, abastecimento de água para todos, saneamento básico e as valas de drenagem.    

O encontro reuniu no auditório do Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL), responsáveis das sete administrações dos distritos urbanos do município.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo

Hoje

13°C

Amanhã

Depois

Hoje

22°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

16°C

Amanhã

Depois

Hoje

13°C

Amanhã

Depois

Hoje

11°C

Amanhã

Depois

Hoje

13°C

Amanhã

Depois

Hoje

11°C

Amanhã

Depois

Hoje

10°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

10°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

11°C

Amanhã

Depois

Hoje

14°C

Amanhã

Depois

Hoje

16°C

Amanhã

Depois

Hoje

12°C

Amanhã

Depois

Hoje

17°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

14°C

Amanhã

Depois

Hoje

17°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

18°C

Amanhã

Depois