Nacional

Angola lidera Conselho de Paz e Segurança

dd

Angola assume, desde ontem, a presidência rotativa do Conselho de Paz e Segurança (CPS) da União Africana (UA), a ser inaugurada com a realização, entre quarta e sexta-feira, em Luanda, de uma reunião ministerial a decorrer sob o lema “Reconciliação nacional, restauração da paz, segurança e reconstrução da coesão em África”.

A reunião enquadra-se na estratégia de consolidação da paz e promoção do desenvolvimento sustentável. Estarão na sessão de abertura da reunião deste órgão 80 entidades, entre as quais 15 ministros das Relações Exteriores dos Estados-membros do CPS da UA.
Para transmitirem as experiências dos seus países relacionadas ao tema da reunião, foram convidados os chefes das diplomacias do Mali, Níger, RCA, RDC, além da Argélia e Rwanda (membros do CPS). Em agenda está, também, prevista a intervenção do comissário para a Paz e Segurança da Comissão da União Africana, Smail Chergui.



Por altura da apresentação do programa da presidência de Angola, na sede da UA, o representante permanente de Angola junto da UA, Francisco da Cruz, enfatizou que o certame servirá para explorar formas e meios de aumentar a dinâmica dos esforços continentais em curso para o silenciar das armas. Visa, igualmente, criar condições para a transformação e o desenvolvimento socioeconómico, de acordo com a carta e espírito da Zona de Comercio Livre Continental Africana e da Agenda 2063, entre outras metas.
Agenda da presidência



Na sequência da agenda, já em Addis Abeba, proceder-se-á à análise do Projecto de Relatório sobre as actividades do CPS e o Estado da Paz e Segurança em África, bem como o Projecto do Relatório sobre a Implementação do Roteiro Principal referente ao silenciar das armas em África até 2020.

Do programa mensal constam informes sobre a situação na Somália e actividades da Amisom (Missão da União Africana na Somália), sobre as eleições em África ao longo do ano em curso e outro sobre a Prevenção de Conflitos, Aviso Prévio e Mediação em África.



O Cairo (Egipto) vai ser palco, entre 15 e 19 deste mês, da 12ª sessão ordinária do Comité Técnico Especializado sobre Defesa e Segurança e da 15ª reunião dos chefes dos Estados Maiores Africanos da Defesa e chefes de Segurança e Protecção.



Deverá, igualmente, ser preparado um Seminário de Alto Nível sobre a Paz e Segurança em África entre o CPS e o A3, organização composta por Estados africanos membros não-permanentes do Conselho de Paz das Nações Unidas (África do Sul, Guiné Equatorial e Côte d’Ivoire), a ter lugar em Janeiro de 2020.

O mandato de Angola no Conselho de Paz e Segurança da União Africana expira em Março de 2020. O país foi eleito para este órgão em Janeiro do ano passado.

Fonte:JA/EG

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo