Internacional

Sobrevivente de ataque em Parkland morre. Vivia com "sentimento de culpa"

dd

Sydney Aiello  sobreviveu, no dia 14 de fevereiro do ano passado, a um tiroteio numa escola secundária de Pakrland, nos EUA.

A jovem perdeu nesse mesmo ataque, a sua melhor amiga, e viveria desde então com o sentimento de culpa por ter escapado à morte.

Sydney não conseguiu superar o trauma e suicidou-se. A sua mãe decidiu vir a público confirmar a morte da filha que revela que foi vítima do "sentimento de culpa" e de "stress pós traumático".

A jovem teria, depois do ataque, problemas em conseguir assistir às aulas e sofria de ansiedade sempre que estava numa sala de aula. Estava frequentemente triste mas nunca pedia ajuda, conta a mãe ao Mirror, esperando que sirva de alerta para que não se descure o cuidado e o apoio com os jovens que se vêem envolvidos neste tipo de ataques.

A jovem suicidou-se no dia 17 de março e o seu funeral foi ontem.

Fonte: NM/EG

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo