Internacional

Nobel da Economia para Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer

dd

O Prémio Nobel da Economia foi atribuído aos economistas Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer pelo trabalho desenvolvido no alívio global da pobreza. O anúncio foi feito, esta segunda-feira, pela Real Academia das Ciências sueca, sendo que este é também o último Nobel a ser atribuído.

Os três economistas foram premiados pela "abordagem experimental para aliviar a pobreza global", de acordo com a informação adiantada pela Real Academia de Ciências da Suécia, durante o anúncio do prémio.

Os trabalhos conduzidos pelos laureados "introduziram uma nova abordagem para obter respostas fiáveis sobre a melhor maneira de reduzir a pobreza no mundo", adiantou a Academia.

Banerjee e Duflo são ambos do Massachusetts Institute of Technology, enquanto Kremer é da Harvard University e foi a segunda mulher a receber o prémio.

Em 1968, por ocasião do seu tricentenário, o banco central sueco (Riksbank), o mais antigo do mundo, instituiu um prémio para Ciências Económicas em memória de Alfred Nobel, disponibilizando à Fundação Nobel uma soma anual equivalente ao valor dos outros prémios.

Este é o segundo ano em que uma mulher está incluída nos nomes vencedores do Nobel da Economia, de acordo com os dados compilados pelo Guardian.

Fonte: NM/BA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo