Internacional

França exorta EUA a pararem de impor seus armamentos aos países da OTAN

dd


Os Estados Unidos não devem obrigar os países membros da OTAN a adquirir suas armas, afirmou a ministra da Defesa da França, Florence Parly, em entrevista ao Journal du Dimanche.

Embora reconhecendo que os EUA têm grande importância na OTAN, a ministra destacou que o próprio presidente Donald Trump incentiva os países europeus a assumirem maiores responsabilidade quanto à sua segurança.

"Não podemos permitir que, sob a pressão de Washington, o Artigo 5 dos estatutos da OTAN, que estipula a responsabilidade dos países membros se defenderem mutuamente, seja transformado no 'Artigo F-35', que os forçaria a comprar armamento americano", afirmou Parly, numa aparente referência à quinta geração de aviões furtivos que Washington tem vindo a promover entre os seus aliados.

Ela também notou que a Europa "ainda não tem mecanismos militares que correspondam ao seu poder econômico e político".

Na opinião da ministra, o estabelecimento de uma posição independente e soberana é um processo que demora algum tempo. Porém, esta questão não deve colocar os países da União Europeia perante a escolha entre uma Europa soberana e a Aliança Atlântica. Pelo contrário, as duas devem se reforçar mutuamente.

Além disso, Parly declarou que é impossível garantir a segurança na Europa sem manter um diálogo com Rússia.

Recentemente o presidente francês Emmanuel Macron pôs em causa a relevância da OTAN, dizendo que a Aliança atlântica está sofrendo "morte cerebral" e destacando a falta de coordenação entre seus membros, como foi o caso da invasão turca no nordeste da Síria em outubro.

Fonte:Sputnik/EG

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo