Internacional

Cento e quarenta e dois pacientes de Ébola curados na RD Congo

dd

Cento e quarenta e duas pessoas atingidas pelo vírus Ébola foram tratadas na República Democrática Congo (RDC) de 26 de Julho a 5 deste mês, data da entrada em funções do novo secretariado técnico do Comité Multissectorial de Resposta a doença, segundo um comunicado do Ministério da Saúde a que a PANA teve acesso em Kinshasa.

Segundo o documento, entre os pacientes tratados estão 82 do Béni, 16 do Katwa, 24 do Mabalako e 20 do Butembo.

O secretariado técnico dirigido por Jean Jacques Muyembe registou igualmente algumas melhorias, nomeadamente baixa de mortes fora de um centro de tratamento de Ébola bem como melhoria de acompanhamentos dos contactos para uma investigação completa.

Desde a entrada em funções da equipa de Jean-Jacques Muyembe, os pontos de entrada e de controlo conseguem reter vários casos contactos, suspeitos ou confirmados antes de os transferir para os diferentes Centros de Tratamento de Ébola (CTE), para as mais amplas investigações ou para uma assistência apropriada.

A estratégia do Secretariado Técnico é fazer um teste rápido para todos os casos assinalados.

A fonte sublinha que em termos de balanço deste primeiro mês de trabalho do novo secretariado técnico do Comité Multissectorial da Resposta ao Ébola, retêm-se um maior envolvimento e a apropriação da resposta pela autoridade político-administrativa e a comunidade, presentes em todos os níveis.

Desde a declaração da epidemia de doença do vírus Ébola, a 1 de Agosto de 2018 até 4 de Setembro último, dois mil e 50 mortos e 912 pessoas curadas foram registadas nas províncias do Norte-Kivu, do Sul-Kivu e do Ituri, no leste e no Nordeste da RD Congo, segundo o Ministério congolês da Saúde Pública.

Dos dois mil e 50 mortos, houve mil e 941 falecimentos de casos confirmados e 109 mortos de casos prováveis e 912 pessoas tratadas.

Fonte: Angop/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo