Internacional

Arábia Saudita terá torturado até à morte um segundo jornalista

dd

Um escritor e jornalista saudita terá morrido na prisão depois de ser torturado, de acordo com o The New Khaleej.

Turki Bin Abdul Aziz Al-Jasser foi detido em março passado por alegadamente administrar a conta de Twitter ‘Kashkool’, que denuncia crimes cometidos pelas autoridades e pela família real saudita.

Agora, fontes ligadas a associações de direitos humanos indicaram à comunicação social que terá sido torturado até à morte durante o tempo em que esteve preso, ainda que este óbito não tenha sido oficialmente declarado.

Este poderá ser mais um caso similar ao do jornalista Jamal Khashoggi. Al-Jasser terá sido apanhado por uma rede de espionagem saudita que opera na sede regional do Twitter no Dubai, um organismo que é associado a Saud al-Qahtani, demitido das suas funções no rescaldo do caso Khashoggi.

Fonte: NM/RM

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo