Internacional

África do Sul retira embaixador em Israel

dd

Cyril Ramaphosa foi o primeiro Presidente africano a reagir aos violentos confrontos que marcaram a mudança de instalações da embaixada dos Estados Unidos em Israel, da cidade de Telavive para Jerusalém, ao ordenar o regresso imediato à Pretória do seu embaixador naquele país, para "consultas urgentes".

Em nota emitida hoje, o executivo sul-africano disse que retira o seu embaixador de Israel, em condenação ao que diz ser o "último acto de agressão violenta" da repressão dos protestos palestinianos, pela mudança da embaixada dos EUA para Jerusalém.
Na nota, o governo de Cyril Ramaphosa condena em \"termos enérgicos\" os incidentes de segunda-feira na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza.
A África do Sul recordou, defende a retirada total das forças armadas israelitas da Faixa de Gaza, por \"serem um permanente obstáculo à resolução do conflito, que deve chegar através de dois Estados, Israel e Palestina, a coexistirem lado a lado e em paz\".

Fonte: JA/BA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo