Economia

Ministra da indústria anuncia mecanismo de obtenção de divisas

dd

Bernarda Martins - Ministra da Indústria

Foto: José Krithinas

Bernarda Martins - Ministra da Indústria

Foto: José Krithinas

As unidades fabris que necessitam de importar peças sobressalentes e pagar salários a expatriados devem dirigir uma carta ao ministério de tutela, com dados estatísticos mensais e facturas proformas, para que tenham acesso a divisas, informou hoje, no Lubango, a ministra da Indústria, Bernarda Martins.

A ministra da Indústria, que concluiu esta quarta-feira uma visita de dois dias ao Lubango, disse que este é um mecanismo que o governo criou para apoiar a classe empresarial na obtenção de divisas nos bancos comerciais, que servirão para importar matéria-prima e outros bens.

“O Governo criou este mecanismo para que as empresas possam importar matéria-prima e sobressalentes, assim como pagamento de salários, por isso os empresários devem redigir um documento direccionado ao ministério, com dados estatísticos mensais e factura proforma dos bens a adquirir”, sublinhou.

Ao falar aos jornalistas, a governante disse que esta é uma orientação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em função de algumas empresas estarem a enfrentar dificuldades neste domínio.

Frisou que algumas empresas já beneficiam deste procedimento, pois outras que se encontravam encerradas já reabriram, por isso, os empresários da Huíla devem procurar o gabinete do plano do ministério no sentido de obterem informações para o efeito.

A ministra Bernarda Gonçalves Martins elogiou no Lubango, Huíla, a dedicação e o sacrifício dos empresários nacionais no apoio ao desenvolvimento do sector industrial do país, mesmo com a crise financeira que o país atravessa.

Bernarda Gonçalves Martins informou que o Executivo aprovou um programa de criação de pólos de desenvolvimento industrial, que será executado pelo empresários que terão a tarefa erguer as unidades industriais que vão alavancar o sector.

Relativamente à subvenção dos combustíveis às unidades fabris, uma reclamação apresentada no encontro com investidores locais, a titular da pasta sublinhou ser um problema, pois o Estado deixou de fazê-lo, por isso está trabalhar no sentido de estender a rede eléctrica em todo território nacional.

Bernarda Gonçalves Martins visitou uma fábrica de produção de queijo, outra de engarrafamento de água, de transformação de granito, de metal, produção  de plásticos e de matérias de construção civil.

A ministra manteve encontro com o governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge.

Fonte: Angop/ AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

20°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

22°C

Amanhã

Depois

Hoje

18°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

26°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

20°C

Amanhã

Depois

Hoje

20°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

22°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

22°C

Amanhã

Depois

Hoje

19°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois