Economia

Kwanza tem ligeira depreciação

dd

A moeda nacional, o kw­anza, sofreu ontem uma depreciação de 10,8 por cento face ao dólar e de 18,9 por cento face ao euro,  resultado do novo regime flutuante cambial em vigor, segundo dados do Banco Nacional de Angola (BNA) divulgados ontem.

De acordo com informação do BNA, que no primeiro leilão do novo regime cambial vendeu 83,6 milhões de euros, a compra de cada dólar ficou ontem cotada, à taxa de câmbio oficial, em 184,528 kwanzas, contra os anteriores 166 kwanzas, enquanto o euro, igualmente na compra, passa a custar 220,160 kwanzas, face aos anteriores 186 kwanzas.
Esta depreciação do kwanza resulta da aplicação das novas regras cambiais, pela primeira, em leilão de divisas (euros) por parte do BNA à banca comercial, e quando as Reservas Internacionais Líquidas do país estão em mínimos históricos, de 15.000 milhões de dólares, devido à crise da cotação do petróleo.
Os preços indicativos propostos pelos bancos comerciais vão passar a definir o novo regime flutuante cambial no país, conforme informação do BNA, que já definiu o intervalo de cotação deste modelo. Em reunião extraordinária do Comité de Política Mo­netária (CPM) do BNA, realizada no dia 4 deste mês aquele órgão definiu “os limites mínimo e máximo da banda cambial” deste novo modelo.
Desde o primeiro trimestre de 2016 que a taxa de câmbio oficial definida pelo BNA estava fixa nos 166 kwanzas por cada dólar norte-americano e nos 186 kwanzas por cada euro.
No comunicado libertado no final da reunião do CPM de 4 de Janeiro é explicado que o regime cambial que vigorou até à data consistia numa taxa de câmbio “administrada”, determinada pelo BNA, “independentemente da relação entre a procura e a oferta”.
“Doravante, o Banco Nacional de Angola adopta um regime cambial caracterizado pela flutuação da taxa de câmbio dentro de um intervalo, com um limite máximo e um limite mínimo. Esse intervalo é denominado de banda cambial”, acrescenta.
O BNA explicou que passará a organizar leilões de compra e venda de moeda estrangeira, nos quais os participantes, caso dos bancos comerciais, indicam o preço para a compra ou venda de moeda estrangeira.
“A média ponderada dessas transacções será publicada no portal institucional do BNA, como a taxa de câmbio de referência”, explica ainda.
Após fazer uma “análise do comportamento dos fundamentos macroeconómicos da economia angolana” e da “tendência decrescente das reservas internacionais”, além de ter “presente o actual desequilíbrio entre a oferta e procura de divisas”, o CPM “definiu limites máximo e mínimo da banda cambial”.
O governador do banco central disse anteriormente que o kwanza não vai ser desvalorizado por acção do Governo, mas deverá sofrer uma depreciação face a outras moedas, consequência do novo regime cambial, que passa da taxa fixa para flutuante.
Acrescentou que quem vai ditar as novas regras é o mercado, entendendo que a probabilidade de haver uma depreciação “é grande”, devido à escassez de moeda, o grande diferencial de mercado.

TPA com JA/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo

Hoje

25°C

Amanhã

Depois

Hoje

31°C

Amanhã

Depois

Hoje

31°C

Amanhã

Depois

Hoje

24°C

Amanhã

Depois

Hoje

26°C

Amanhã

Depois

Hoje

21°C

Amanhã

Depois

Hoje

30°C

Amanhã

Depois

Hoje

22°C

Amanhã

Depois

Hoje

24°C

Amanhã

Depois

Hoje

29°C

Amanhã

Depois

Hoje

20°C

Amanhã

Depois

Hoje

26°C

Amanhã

Depois

Hoje

24°C

Amanhã

Depois

Hoje

33°C

Amanhã

Depois

Hoje

23°C

Amanhã

Depois

Hoje

26°C

Amanhã

Depois

Hoje

27°C

Amanhã

Depois

Hoje

29°C

Amanhã

Depois

Hoje

31°C

Amanhã

Depois

Hoje

27°C

Amanhã

Depois

Hoje

28°C

Amanhã

Depois

Hoje

30°C

Amanhã

Depois

Hoje

24°C

Amanhã

Depois