Economia

Fábrica de asfalto paralisada há quatro anos no Namibe

dd

Uma fábrica localizada na Zona Industrial de Cambongue, Namibe, com capacidade para produzir 12 toneladas por hora de emulsões asfálticos e material betuminoso, produtos essenciais na construção de estradas e outras obras, está paralisada há 4 anos.

A fábrica foi instalada de 2013 a 2015, passou pela realização de competentes testes técnicos para aferir a operacionalidade dos equipamentos, passado mais de quatro anos a realidade constatada é de máquinas paralisadas, ferrugem e poeira nos equipamentos.  

Um dos responsáveis do INEA fala dos passos que o ministério de tutelas está a dar, para a operacionalização da unidade fabril e adianta que, “tem a possibilidade de começar a promover o processo de contratação de um parceiro que em conjunto com Instituto de Estradas de Angola, vão fazer a gestão e exploração desta mesma fábrica”.     

No momento em que o país se conforta com a crise financeira mundial, agravada pela covid-19, a entrada em funcionamento da fábrica poderá jogar um papel social  fundamental  na comunidade, uma vez que vai disponibilizar 40 a 50 postos de trabalho directos.
A fábrica que atende os padrões internacionais, foi erguida para atender a região sul do país e faz parte do programa de reabilitação e ampliação de centrais de emulsões betuminosas do INEA.

Para além do Namibe, as outras duas províncias contempladas com fábrica desta natureza, em 2013, foram Luanda e Benguela.

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo