Economia

CFB abre rota Cuito-Luena

dd

A direcção dos Caminho de Ferro de Benguela (CFB) abriu esta segunda-feira uma nova rota que liga as cidades do Cuito (Bié) e a do Luena (Moxico), destinado a transportação de passageiros e mercadorias diversas.

No comboio inaugural, o representante do Presidente do Conselho de Administração do Caminho de Ferro de Benguela (CFB) no Bié, Nicolau Sapalo, sublinhou que a abertura de nova frequência vai colmatar a demanda (procura) dos serviços por parte da população.

Neste comboio inaugural, segundo uma fonte da Angop, foram transportados mais de 300 passageiros, com destinos diversos, nomeadamente nas sedes municipais de Catabola, Camacupa e Cuemba (Bié), bem como da capital da província do Moxico (Luena).

Nicolau Sapalo, afirmou que a direcçao do Caminho de Ferro de Benguela disponibilizou para o efeito uma carruagem de 1ª Classe, duas de segunda, cinco de 3ª,  duas de mercadorias e uma para furgões.

A frequência será efectuada todas as segunda-feira, no sentido ascendente (Cuito-Luena) e quinta-feira no sentido descendente (Luena-Cuito), com uma capacidade de transportar 420 passageiros e 90 toneladas de mercadoria.

O responsável disse ainda que, a abertura desta rota vem dar a resposta a insuficiência de vagas de passageiros que anteriormente a CFB atribuía a província do Bié, que não correspondia com a necessidade.

“Antigamente, nas três frequências semanais que o comboio circulava de Benguela ao Moxico, a cada frequência tínhamos cerca de 100 lugares para passageiros da província do Bié, e eram necessários mais de 300 lugares por dia” disse. 

Tal situação, elucidou o representante do CFB, dificultava a transportação da população com normalidade, porque muitos dos passageiros não conseguem encontrar vaga para viajar no local do seu destino.

Com os novos serviços, frisou, caso não corresponder com a demanda o Conselho de Administração do CFB poderá ainda aumentar mais frequências, com vista a satisfazer a necessidade da população e sobretudo aumentar a rentabilidade financeira da empresa.

Entretanto, Eduardo Maurício um dos passageiros, mostrou-se satisfeito com a aposta do CFB, em melhorar os serviços, acrescentando que vai diminuir as enchentes e os empurrões que se verificava nos últimos tempos.

Fonte: Angop/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo