Cultura

DBNC vence Carnaval 2018 no Moxico

dd

Grupo Carnavelesco DBNC

Foto: David Dias

Grupo Carnavelesco DBNC

Foto: David Dias

O grupo carnavalesco Daniel Bernardo e Nelson Condes (DBNC) venceu hoje, terça-feira, no Luena, o Carnaval na classe de adultos, ao totalizar 796 pontos, após um ano fora do palco.

Os grupos Organizações Luvale e o Baffu Produções ocuparam a segunda e terceira posição, com 697 e 640 pontos, respectivamente, num desfile bastante concorrido.

Na classe infantil, o grupo Baffu Produções revalidou o título, com 645 pontos, enquanto os Brilhantes do Bairro Aço, 506 pontos e União 4 de Abril, 467 pontos ficaram em segundo e terceiro lugares.

Como prémios o vencedor da classe de adulto vai receber um montante no valor de 400 mil Kwanzas, o segundo classificado, 300 mil e o terceiro, 200 mil Kwanzas, sendo 40 mil Kwanzas atribuído como prémio de participação para os restantes grupos.

Na classe infantil, o primeiro classificado receberá um prémio no valor de 250 mil Kwanzas, o segundo, 150 mil e o terceiro terá 100 mil Kwanzas, com igual valor (40 mil) de participação para os grupos vencidos.

Motivos da vitória dos grupos

O grupo carnavalesco DBNC da classe de adultos aprimorou à sincronia na demonstração de dança, canção, corte, painel, comandante, alegoria, falange de apoio, entre outros elementos carnavalescos.

Com mais de 80 integrantes trajados de indumentária de cor laranja, branca e  vermelha conquistaram também  o público presente no largo 1º de Maio da cidade do Luena.

Suas canções com mensagem “fortes”, homenageando dois membros do seu grupo, já falecidos (Daniel Bernardo e Nelson Condes), exibiram os estilos de dança afro house e tchianda, assim como o tema “Diversificar a economia” e “Uso do mosquiteiro”, constituíram motivo forte da escolha como vencedor desta edição.

Já na classe infantil, esteve na base da revalidação do título do Baffu Produções a vontade do grupo e dinâmica mostrada no palco, bem como melhorou a dança, a canção, corte, painel, comandante, alegoria e falange de apoio.

Desfilando com 70 integrantes, o grupo apostou nos estilos de dança tchianda, cujo traje de cores rosa e branco e o tema “Contra o tráfico de menores e fuga a paternidade”, conquistou o corpo do jurado.

Satisfação dos responsáveis dos grupos

Satisfeito com a vitória, o porta-voz do grupo DBNC, António Matias “Zibó”,apontou copmo segredo do triunfo a organização do grupo e a mensagem transmitida.

Por seu turno, o porta-voz do grupo vencedor na classe infantil Baffu Produções, Dionísio Salomão, disse que a reconquista do primeiro lugar é fruto da renovação do estilo de música, dança e a aposta na alegoria e indumentária.

Perfil dos grupos vencedores

O grupo DBNC foi criado em 2005 em homenagem aos dois integrantes, nomeadamente, Daniel Bernardo e Nelson Condes (já falecidos). A agremiação iniciou em 2006 a participar no carnaval como um bloco de animação. Em 2007 começou a competir na qualidade de grupo carnavalesco, com a vitória de hoje, conta na sua galeria com sete edições ganhas.

Na classe infantil, o Baffus Produções possui três títulos (2013/2016 e 2017), com esta vitória totaliza quatro troféus

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo