Ciência

Os populares vídeos da SpaceX terão sido publicados ilegalmente

dd

Há oito anos que os entusiastas da exploração espacial assistem aos vídeos dos lançamentos da agência espacial de Elon Musk. Mas parece que a entidade responsável por essa regulação não reparou neles.

 

Os vídeos de lançamentos dos foguetões Falcon 9 da SpaceX já se tornaram habituais entre os aficionados por tecnologia e entusiastas pela exploração espacial. Porém, parece que passaram despercebidos pela National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), precisamente a entidade governamental encarregue de atribuir licenças para a transmissão de imagens a partir do espaço.

Conta um representante da NOAA ao Quartz que, depois de reparar na popularidade destes vídeos, a entidade governamental determinou que seria necessário uma licença para transmitir estes vídeos. Complacente com a decisão, a SpaceX terá requisitado uma licença destas no dia 30 de março para o lançamento do satélite Iridium mas parece que foi atribuída apenas a título parcial, pelo que a agência espacial de Elon Musk não esteve habilitada a transmitir imagens da segunda fase do lançamento.

Fica então colocada a questão se as imagens que a SpaceX e outras empresas aeronáuticas como a United Launch Alliance, a Orbital ATK ou a Rocket Lab têm publicado são sequer legais. O motivo de nunca terem pedido uma licença à NOAA está relacionado como facto de não considerarem que os seus foguetões – que ficam em órbita apenas algumas horas – estão na mesma categoria de satélites que captam imagens da superfície da Terra.

Licença ou não, fica também a questão de como é que a NOAA só se apercebeu recentemente do hábito da SpaceX, em publicar vídeos com imagens da Terra captadas a partir do Espaço, sobretudo depois de ser transmitida a viagem espacial de um Tesla Model S

Fonte: NM/EG

PUBLICIDADE
voltar ao topo