Ciência

Covid-19: Vacina pode não funcionar em idosos de risco, dizem cientistas

dd

Uma vacina contra a Covid-19 pode não funcionar em idosos que correm maior risco de ficarem gravemente doentes, dizem cientistas, citados pelo Guardian. Isto pode significar que a solução possa passar por imunizar outras pessoas ao seu redor, como crianças.

O professor Peter Openshaw, um consultor científico do governo do Reino Unido, disse esta semana ao Comité de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Lordes estar a considerar a abordagem adotada para combater a gripe sazonal, que vacina crianças apesar de estas não estarem em risco elevado. "Às vezes, é possível proteger um grupo vulnerável visando outro grupo", justifica.

Segundo o mesmo, além das crianças, imunizar os profissionais de saúde e assistência médica - que, provavelmente, serão os primeiros a receber a vacina - também ajudaria a proteger os idosos.

O professor de Imunologia da University College London e presidente da Sociedade Britânica de Imunologia, Arne Akbar, acredita que é necessário descobrir o que acontece de errado com o sistema imunitário à medida que as pessoas envelhecem. "Uma coisa que é aparente, mesmo em idosos saudáveis, é que há mais inflamação em todo o corpo. Precisamos de entender de onde vem essa inflamação”, argumenta citado pelo diário inglês. “Essa inflamação está ligada à fragilidade e a muitos resultados negativos à medida que envelhecemos". “Mas, em primeiro lugar, qual é a fonte da inflamação? Isso é algo que realmente precisamos de entender", acrescenta.

Akbar acrescenta ainda que, para as pessoas mais velhas, a vacina poderá vir a ser administrada juntamente com a dexametasona, que pode bloquear a inflamação causada pelo vírus. “Portanto, para as pessoas mais velhas, pode ser dado algo como um medicamento anti-inflamatório, como talvez a dexametasona, em conjunto com as respostas da vacina, para oferecer o benefício máximo".

Fonte: NM/BA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo