Outras modalidades

Bottas já pensa em “planos B e C” caso seja dispensado da Mercedes

dd

Finlandês admite que analisa opções caso não permaneça no time alemão a partir de 2020

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, confirmou que Valtteri Bottas está em uma luta direta com Esteban Ocon pelo assento ao lado de Lewis Hamilton para a próxima temporada, com uma decisão a ser tomada durante as férias de verão.

O finlandês diz que sabe que tem que ter pelo menos um plano alternativo, se a decisão for contra si. "É claro que quando você está nesse tipo de situação e quando ainda quer correr na F1, precisa ter o plano B, possivelmente o plano C", disse ele quando questionado pelo Motorsport.com.

"Então, com certeza eu estive pensando e falando sobre essas coisas. É bom ter planos diferentes, então agora é aguardar." Bottas, que sempre foi visto como um piloto promissor antes de chegar à F1 (relembre na galeria abaixo) admitiu que, dada a pressão da iminente decisão de 2020, não foi fácil para ele avaliar quanto risco gostaria de correr nas últimas corridas, citando as manobras que fez na primeira volta na Hungria. Sua prova foi arruinada quando recebeu danos na asa dianteira do contato com Charles Leclerc.

"Com certeza não é fácil, faz parte deste esporte, encontrar o limite, calcular os riscos apenas o suficiente, forçar muito e tentar aproveitar as oportunidades, mas não se ferrar. É assim que acontece.”

"Mas, em termos de contrato, você está no limite, isso nunca ajuda. As pessoas acham que alguns pilotos funcionam melhor sob pressão quando as coisas estão no limite, mas com certeza não ajuda."

"Mas eu não posso dizer que indo para a curva 1 eu estava pensando sobre isso. Eu não penso assim. De qualquer forma, eu estava com muita fome para a vitória, não importa o contrato ou não, eu queria ganhar esta corrida, e queria arriscar.”

Perguntado se ele estava nervoso em perder o emprego, ele disse: "Não muito. Com certeza seria bom ouvir algumas notícias quando a equipe decidir o que eles querem fazer. O que eu posso fazer?"

Fonte:f1/RM

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo