Futebol Nacional

Prata e Manuela cogitados para a presidência do ASA

dd

Ainda sem data marcada, o pleito eleitoral no ASA promete ser renhido, uma vez que José Luís Prata (antigo vice-presidente do Gabinete das Selecções Nacionais de Futebol) e Manuela de Oliveira (ex-presidente de Direcção do clube) são os nomes mais sonantes na corrida ao “cadeirão máximo” da agremiação, em substituição de Adriano Agostinho.

A Assembleia-Geral extraordinária, que visava a marcação das eleições, está adiada “sine die”, devido à Covid-19. Mas uma fonte da formação aviadora avançou, por telefone, ao Jornal de Angola, que o clube está a passar por uma crise financeira sem precedentes e precisa urgentemente de sair do actual cenário.

“Alguém tem de salvar o ASA, caso contrário corre o risco de desaparecer. Não queremos que o clube tenha este desfecho. O elenco cessante não fez nada para inverter a situação. Por isso, pensamos em pessoas idóneas para reverter o quadro”, disse.
Questionado se ambos foram contactados, o interlocutor adiantou que “estamos a trabalhar no assunto. Pensámos contactá-los brevemente.
Qualquer dos candidatos que vier a ganhar as eleições não tenho dúvidas de que irá resgatar a mística do nosso clube”, admitiu, acrescentando que José Luís Prata tem créditos firmados no desporto nacional e notabilizou-se como jogador no ASA, à semelhança de Manuela de Oliveira que já esteve à frente da agremiação.
Um clube como o ASA, diz a fonte, não pode passar por necessidades, porque tem activos. “Os dinheiros dos terrenos arrendados não são canalizados para os cofres do clube. Onde vão parar os valores monetários”, questionou-se.

Fonte: Jornal e Angola/JS

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo