Futebol Nacional

Golo do capitão Dany leva 1º de Agosto ao triunfo sobre Petro

dd

Massunguna Capitão do 1º de Agosto

Foto: António Escrivão

Massunguna Capitão do 1º de Agosto

Foto: António Escrivão

O golo solitário do capitão Dany Massunguna, aos 38 minutos, permitiu hoje, sábado, na capital do país, o triunfo do 1º de Agosto sobre o Petro de Luanda, por 1-0, no jogo de acerto da oitava jornada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola2018/19), disputado no Estádio 11 de Novembro.

Pautado por um certo equilíbrio, dadas as pretensões dos dois maiores emblemas do desporto angolano, a iniciativa no aguardado dérbi, que movimentou cerca de 40 mil espectadores nas bancadas, coube aos petrolíferos com incursão ao reduto agostino.

Na resposta, Mabululu é incapaz de dar direcção certa à bola, aos cinco minutos, deixando atónito os ruidosos adeptos da turma “rubro e negra”. O mesmo jogador volta a não aproveitar uma posição privilegiada na área do adversário, rematando para as nuvens, aos 15.

Volvidos 20 minutos, o atacante petrolífero Tiago Azulão claudica no cabeceamento do esférico, para a insatisfação dos aficionados e do banco da sua equipa. Mongo obriga a uma defesa arrojada por parte do guarda-redes Gerson, do Petro, aos 25. Decorridos 30, Paizo testa os reflexos do guardião “tricolor”, que com uma palmada sacode o esférico.

Apesar das acções repartidas, mas com algum ascendente do campeão em título, o central Dany inaugura o marcador, na sequência de uma clamorosa falha do guarda-redes Gerson, que deixa escapar a bola, quando tentava agarrar o remate proveniente de quase do meio campo.

Um golo mais consentido do que conseguido, sem tirar mérito à iniciativa e criatividade do preponderante capitão do conjunto orientado pelo técnico Dragan Jovic, para a tristeza de Gerson e seus companheiros.       
Nesta toada, a partida chega ao intervalo, com vantagem mínima do 1º de Agosto. No reatamento, saída de Mongo e entrada de Bua, na formação “militar”, que ainda faz entrar Jacques no lugar de Mabululu, aos 60. Do outro lado, Carlinhos entra no lugar de Manguxi, aos 75. Também Mário rende Ary Papel, aos 78, no 1º de Agosto.

Talvez na tentativa de lutar pelo empate, o treinador Beto Bianchi volta a mexer no plantel, com a substituição do irreverente capitão Job por Mateus, aos 80. Já na fase derradeira do encontro, ajuizado pelo árbitro João Ngoma, Carlinhos faz o esférico embater perigosamente na barra da baliza do 1º de Agosto. Tony é rendido por Karanga, aos 90+2, nos petrolíferos.      
                                                 
Com este resultado, o 1º de Agosto consolida a liderança do Girabola, com 33 pontos, contra 27 do Petro, em terceiro.

Anteceder ao 77º clássico, houve uma pequena cerimónia de apresentação da campanha de sensibilização sobre “Paternidade Responsável”, em que os capitães das duas equipas leram mensagem de compromisso. O acto foi presenciados por distintas entidades governamentais, com destaque para a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto.      

Fonte: Angop / EB

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo