Futebol Nacional

1º de Agosto e Desportivo jogam primeira parte da Supertaça

dd

As equipas do 1º de Agosto e do Desportivo da Huíla abrem oficialmente hoje, às 15h00, no Estádio do Ferroviário, a nova época futebolística 2019/20, com a disputa da primeira “mão” da Supertaça de Angola, sendo que o desafio de resposta acontece na próxima terça-feira, nos Coqueiros.

É a primeira vez que ambos os conjuntos se cruzam na Supertaça, num jogo rodeado de interesse que promete ser disputado do primeiro ao último minuto, depois de o Desportivo ter perdido a final da taça, por 1-2, frente ao 1º de Agosto.

Se o emblema huilano faz a estreia na competição, o 1º de Agosto vai à procura do nono troféu, onde perdeu apenas um, em 2007. A liderar o “ranking de conquistas”, a formação do Rio Seco triunfou em 1991, 92, 97, 98, 99, 2000, 2010 e 2017, secundado pelo Petro de Luanda e o ASA, com seis títulos cada um.
Apesar de jogar num terreno adverso, com a temperatura a rondar os 23 graus Centígrados, o 1º de Agosto é o principal favorito à vitória, uma vez que manteve a espinha dorsal da época da passada, tendo nas suas fileiras o fogoso atacante LionelYombi, ex-Desportivo da Huíla. O goleador camaronês é a maior referência do plantel, visto que nas duas últimas temporadas foi o abono de família do Desportivo, ao marcar 18 golos, sete no primeiro ano e 11 no segundo.

A jogar na condição de visitante, a equipa de Dragan Jovic tem de apresentar uma postura diferente da final da Taça de Angola, em que esteve a perder a partida. O 1º de Agosto tem de abordar o jogo com cautelas redobradas, já que o Desportivo se transfigura na condição de visitado e dificilmente os adversários ganham na Huíla.

Nesta partida, os rapazes de Dragan Jovic partem com uma ligeira vantagem, porquanto efectuaram três jogos na pré-época, contra um dos comandados de Mário Soares.

Dos jogos realizados, o 1º de Agosto perdeu com o FC Bravos do Maquis (2-3), empatou (1-1) diante dos Palancas Negras e redimiu-se do desaire sofrido frente ao FC Bravos do Maquis, ao vencer por 2-1, na apresentação do plantel aos sócios e adeptos do clube. No único jogo treino disputado, o Desportivo da Huíla empatou (1-1) frente ao Cuando Cubango FC. Depois da saída de Lionel, o plantel do Desportivo ficou mais fragilizado, embora a direcção do clube tenha contratado um avançado ghanense, para superar a marca de golos do camaronês.

JA/JS

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo