Futebol Internacional

Ronaldinho e o tempo na prisão: "Foram 60 dias muito longos"

dd

Ronaldinho Gaucho concedeu, nesta terça-feira, uma entrevista ao Mundo Deportivo, a partir do hotel Palmaroga, onde está confinado e em prisão domiciliária após pagar a fiança de 1,6 milhões de dólares que o permitiu sair da prisão.

O ex-craque brasileiro que esteve na prisão, juntamente com o seu irmão Roberto Assis, por ter utilizado um passaporte falso, "agradece todo o apoio recebido", mas admite que foram "60 dias muito longos".

"No Hotel Palmaroga somos muito bem tratados. Temos tudo sempre muito bem organizado, estamos muito calmos e eles fazem de tudo para estarmos o melhor possível. Foram 60 dias muito longos. As pessoas devem imaginar como deve ser não poder fazer o que tu estás acostumado. Eu acho que isso é algo que permanecerá para sempre em todos nós depois de viver esta experiência complicada", confessou Ronaldinho.

Fonte:NA/LA

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo