Basquetebol

Basquetebol:Incêndio de placard electrónico marca prova de apuramento

dd

Qualificação ao mundial:Painel electrónico inoperante depois do incêndio

Foto: Rosário dos Santos (Angop)

Qualificação ao mundial:Painel electrónico inoperante depois do incêndio

Foto: Rosário dos Santos (Angop)

Um incêndio de pequenas proporções num dos placards electrónicos marcou este sábado, em Luanda, o segundo dia de competições do grupo E da última fase de qualificação africana de basquetebol ao mundial da China2019, que se disputa no Pavilhão Multiuso do Kilamba, com Angola a garantir o "passe" da prova ao país asiático.

Extinguido de imediato pela pronta intervenção dos efectivos dos bombeiros em serviço na referida instalação, o incidente, que envolveu chamas e fumo no aparelho do lado direito das bancadas, provocou a paralisação por cerca de 30 minutos o jogo entre as equipas dos Camarões e Marrocos.

Tudo aconteceu quando restavam oito minutos do fim, em que os camaroneses já venciam por 49-39. Depois da debelação das chamas por jactos de produto provenientes de extintores, o desafio reatou e culminou com o desfavorável marroquino de 57-63.

Após o incêndio, que se presume estar relacionado com um curto-circuito eléctrico, pondo de fora de serviço este placard, o do lado esquerdo e o central continuaram a exercer as suas funções de marcação dos itens necessários, sem perturbar o desenrolar da competição.

Na mesma noite, isso com algum atraso no horário estabelecido, 20h00, a selecção angolana confirmou a sua qualificação ao mundial da China, ao vencer a sua similar do Tchad, por 90-50, no fecho da segunda jornada, contando com o apoio efusivo dos seus adeptos nas bancadas.               

Trajados predominantemente com as cores da bandeira nacional (vermelho, preto e amarelo), os cerca de oito mil espectadores presentes não se coibiam de puxar pelos jogadores angolanos, que correspondiam com jogadas e exibições espectaculares, como dribles, smashs” e lançamentos de três pontos.              

A referida manifestação, era uma autêntica contrariedade ao jogo do incêndio, em que ressaltava o isolamento numa das bancadas de um elemento bastante inquieto empunhado a bandeira dos camarões, em gesto de apoio e solidariedade ao mesmo país, que triunfou sobre os marroquinos, sem claque visível no campo.

No encontro deste sábado, ao intervalo, Angola já levava vantagem de 21 pontos (44-23) sobre o Tchad.

Os angolanos somam o segundo triunfo consecutivo, depois de suplantarem os camaroneses na primeira ronda (77-73), na sexta-feira.

O cinco nacional está na segunda posição, com 19 pontos, contra 21 da Tunísia, adversária deste domingo, no encerramento desta etapa. Os tunisinos também já estão qualificados.

Fonte: Angop/AF

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo