Basquetebol

1º de Agosto ambiciona regressar ao comando do hoquei em patins

dd

A sétima jornada do Campeonato Nacional sénior masculino de hóquei em patins fica concluída com o desafio entre 1º de Agosto e Juventude de Viana, marcado para hoje, às 14h00, no Pavilhão Anexo, da Cidadela Desportiva.

Com base na prestação dos dois emblemas, na presente época, os militares, candidatos a conquista do título, assumem o favoritismo teórico na disputa dos três pontos, ante o conjunto vianense com objectivos mais modestos.
Depois do tropeço na quarta jornada, por 4-3, frente à equipa do Estado Maior, a equipa do 1º de Agosto pretende abordar o encontro desta tarde com a devida cautela para evitar eventuais surpresas, de acordo com o seu treinador, Mungongo Albino "Magalhães", apesar do adversário não ter obtido qualquer vitória até ao momento.

Enquanto isso...

No futebol, a turma do Rio seco, tri-campeã nacional, já se encontra em solo tunisino, onde também hoje o Esperance de Túnis, em partida referente à segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões Africanos de futebol, a partir das 17 horas. Deste modo, o treinador adjunto do 1º de Agosto, Ivo Traça, disse, que o grupo está engajado para ultrapassar o bi-campeão da Tunísia.

O antigo jogador da equipa central das Forças Armadas Angolanas reconhece que o adversário é forte mas não poderoso, contando com a determinação dos seus atletas, que tudo farão para lutar pelo triunfo fora de casa.

“Na verdade, trabalhamos arduamente e a equipa está bem. Vamos viajar com o objectivo de fazer um bom jogo e passar a eliminatória. O Esperance é forte e vai jogar no seu reduto.

Apesar disso, temos respeito e não receio”, frisou. Ivo Traça pediu o apoio do público angolano, para que, mesmo à distância, os jogadores possam estar mais motivados na superação das dificuldades inerentes.

Por sua vez, o médio ofensivo Geraldo realçou o grande moral e estado de ânimo do colectivo agostino, apostado em contrariar as intenções do representante da Tunísia. “Há uma grande coesão e sentimento competitivo”.

Fonte: Angop/LD

PUBLICIDADE
voltar ao topo

o tempo